Diga o que come e lhe direi como é sua saúde

ALIMENTAÇÃO ENERGÉTICA
(*) por José Joacir dos Santos

A vontade e até a necessidade de usar drogas, maconha, comprimidos para dormir e qualquer outra coisa que mexa com o estado de consciência está diretamente relacionada com baixas vibrações energéticas, assédio espiritual, vampirismo e magia negra.
Todas as coisas visíveis e invisíveis neste e em todos os mundos têm uma coisa em comum: sintonia. Assim como a mulher grávida, influenciada pelo bebê que carrega, tem vontade de comer doces infantís, a pessoa com baixa vibração energética é alvo fácil das correntes mentais de pensamentos dos seres visíveis e invisíveis carregados de inveja, maldade e malediscência.
Na medida que o ser eleva a sua vibração energética pela oração e pelas práticas das terapias energéticas como Reiki, passe magnético, cânticos e meditação, a comunicação com forças mentais positivas, visíveis e invisíveis, também aumenta. Tudo isso é pura física, a lei da atração dos semelhantes.
Ao contrário da energia, fundamentada na polaridade negativa e positiva, Yin e Yang, as forças mentais contrárias não funcionam juntas por muito tempo e é esta uma das razões pelas quais pessoas muito diferentes não vivem juntas por muito tempo, mesmo que a diferença seja somente física já que o físico carrega em si a memória celular dos pensamentos, vontades, desejos, etc.
Quando o assunto é mental, a palavra-chave é afinidade e esta é como o código de uma língua. Para você aprender a falar inglês, você tem que remodelar todos os seus hábitos mentais para entrar na sintonia da língua. Alguém pode passar anos em escolas de inglês, se não visitar um país que fala aquela língua funciona como um papagaio que imita bem mas não tem a alma da língua. Uma vez que físico, mente, emoção e espírito caminham juntos, sempre, na medida em que você modifica os seus hábitos físicos você passar a vibrar em uma sintonia diferente e consequentemente a mente, a emoção e o espírito entram em novo patamar de afinidade e sintonia.
Tomei café por toda a minha vida, exceto nos anos que em vivi na China porque café de verdade era difícil de ser encontrado naquela época. O simples fato de tomar menos café mudou todo o meu olfato. Na mesma época passei a comer mais frutas e verduras e a mudança foi incrível: sentia de longe o cheiro das árvores, das pessoas, dos meus órgãos internos e atraí pessoas leves e interessantes.
As pessoas agressivas e grosseiras me evitavam. Recentemente larguei o café mais uma vez, diminui as carnes, aumentei as verduras, as frutas e o fluxo da energia Reiki é sentido com mais intensidade. Dentro de um ônibus coletivo posso identificar cada pessoa pela cheiro. As pessoas mais agressivas têm certo odor e as mais amáveis a ausência desse odor. Até o cheiro do seu próprio esperma modifica.
O trabalho de elevação energética é duro e exige disciplina. Já sabemos que as iniciações, que só ocorrem presencialmente, modificam os padrões eletromagnéticos do corpo. Essa alteração é refletida no corpo físico e nos demais corpos densos que toda pessoa tem. É um processo psicossomático perfeito. Ao alterar o eletromagnetismo, a memória celular do corpo físico é também modificada para manter a sustentação energética.
Então, o corpo passa a rejeitar os alimentos que não têm a frequência energética compatível. Muitos mestres Reiki, passistas e praticantes de terapias energéticas têm problemas sérios de saúde e não conseguem perceber que têm os fios eletromagnéticos alterados e continuam comendo as mesmas coisas que comiam antes das iniciações e tratamentos espirituais.
A alimentação é o único diferencial entre saúde e doença. Diga o que você come que eu direi como é a sua saúde e a sua vida em geral. Por exemplo, a única bebida alcoólica que hoje consigo beber um copo é vinho tinto, se for Cabernet Sauvignon. O resto me faz mal imediatamente. Dois dedos de cerveja é o suficiente para me fazer vomitar.
Depois de muitos anos comendo muito pouco carne vermelha, fui a uma churascaria brasileira em San Francisco acompanhar amigos e depois do jantar vomitei tudo. Levo para o trabalho todos os dias a comida que eu mesmo faço, uma mistura de vegetais, frutas e sementes. Se quizer passar mal é só colocar um molho qualquer, desses prontos para saladas. Embora tenham o rótulo de “natural”, eles não conseguem enganar a minha corrente eletromagnética.
Os monges tibetanos, budistas e taoístas primam por uma alimentação leve, saudável, cheia de verduras, frutas e legumes. A sustança da carne é uma ilusão, diz Ramatis em seu livro “Fisiologia da Alma”. As substâncias e alimentos espirituais servidos nos centros de recuperação espirituais são à base de caldos, muito semelhantes a caldos de feijão com verduras, batatas, milho e ervas medicinais.
Alguns hospitais da Ásia também servem sopas de soja e de diversos tipos de legumes e verduras, sempre mornas, com ervas medicinais. Por exemplo, caldo de feijão verde com sumo de limão de caipirinha combate alergias. Nas viagens astrais eu já fui alimentado com minerais extraídos de terras virgens. Na época estava sofrendo de uma dor estranha no ombro esquerdo e ao voltar ao corpo físico a dor havia sumido para sempre, ufa! Pandas só se alimentam de folhas de bambú e são seres belíssimos, cheios de pelo, sensíveis e resistentes ao frio intenso.
Um conhecido me presenteou com abricós frescos, cultivados na sua fazenda, sem agrotóxicos. Comi dois e fiquei sem fome para jantar. Meu corpo parecia recarregado da energia solar que fazem o abricó ficar amarelo e doce.
Fumadores de um modo geral ficam impregnados de odor, assim como as vacas fogem do açougueiro. Assim como as vacas correm, os espíritos que vagam pelas ruas por rejeitarem a luz correm para os fumadores, usuários de drogas, viciados em remédios, alcoólatras, carnívoros etc.
As abelhas estão sumindo do entorno das grandes cidades norte-americanas por causa das antenas para celulares e tv a cabo porque elas são sensíveis ao barulho que isso faz e à irradiação que cria, as quais não são percebíveis pelo ser humano comum. Resultado: nos EUA, mel puro é caro e raro. Um dia recebi dois irmãos norte-americanos para uma consulta, um de seis anos e outro de onze.
O de seis anos era falante, inquieto, olhos brilhantes. O de onze calado, cordinho, cabeça baixa e agressivo. Pedi aos pais que aguardassem lá fora enquanto conversava com os dois juntos. Perguntei ao mais novo: o que você acha do seu irmão? Ele respondeu: é burro, só come pizza! E você, come o quê? Eu? Sim, você! Eu como “berries” (morango, framboesa e outras).
Os cientistas já sabem que as “berries”, como açaí, são excelentes para a vista, a imunidade em geral. O mais velho não interferiu na conversa. Os pais trouxeram os dois porque o mais velho batia no mais novo. Eu gosto de pizza, e como uma a cada três meses, mais ou menos, mas há uma estranha “coincidência”: os criminosos norte-americanos mais perversos só comem pizza, sanduíche e bebem aqueles energéticos que só Deus sabe o que tem dentro – arrasam o fígado, todos eles.
Para você saber como anda a sua energia espiritual e a como está a sua posição na evolução atual do planeta, observe que tipo de pessoa você atrai, que comida você deseja comer (fria, quente, apimentada, salgada, doce, feita às pressas, etc), que bebida você deseja sempre beber, que música você escura (se depressiva ou construtiva, exemplo: rap é destrutivo, exalta o vício em drogas; duplas sertanejas são masoquistas e cultivam o sofrimento; samba do Rio de Janeiro é físico-sexual-somente chácra básico, desequilibra os demais; rock pauleira desestrutura todos os chácras – todos os cantores de rock morrem cedo e tragicamente; etc).
Depressão, por exemplo, pode está relacionada à alimentação pobre (distante da natureza). Então, para atrair a prosperidade, a saúde plena, o amor da sua vida certinho, sem problemas jurídicos ou famíliares ou ainda falta de trabalho, coma frutas, verduras e legumes. Se está cheio de problemas, mude a alimentação e os hábitos. Reze a sua própria oração. Tome banho de Sol mas não se exponha ao Sol para queimar a pele.
Ouça música suave e construtiva, instrumentais – experimente o violino ou o piano puro ou um bom tambor. Pratique uma ligação com o seu divino interior, talvez adormecido, sem intermediários.
Leia bastante e saia da ignorância para não atrair a ignorância nesta e nas futuras vidas. Ame a você em primeiro lugar.


(*) José Joacir dos Santos
É Doutor em Psicologia Oriental e Mestre em Medicina Oriental.
FONTE: Site da Associação dos Mestres e Terapeutas Reiki (http://www.mestres.org/)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s