CURA-TE A TI MESMO

Uma Jornada Interna de Transformação. Permita-se.

Vivemos uma época de grande consumismo. Ora consumimos tudo, a vida, as pessoas, ora somos consumidos. É fácil observar como as relações se tornaram vazias, descartáveis, descomprometidas. Não precisa assistir à novela para ver isso, basta olhar em volta, talvez para o lado.
Contudo, observando por um outro ângulo, as carências e angústias não param de crescer. O sentimento de solidão torna-se desolador, e nos tornamos, mais uma vez, prisioneiro de nós mesmos.

O príncipe Sidarta, antes de alcançar a iluminação como Buda, que significa “aquele que despertou”, era seu único cárcere. O seu corpo e idéias representavam sua prisão mental. Seus demônios e deuses eram suas sombras recalcadas e vislumbres da iluminação. Mas, a liberdade não teria sido alcançada se ele não tivesse se entregue.

Em nossa sociedade moderna, vemos claramente que a entrega não faz parte nem do vocabulário nem das ações do dia-a-dia. Isso se deve porque acreditamos que o outro é algo separado de mim, então temos medo do outro, medo de nós mesmos, medo de nos perdermos no outro e não nos acharmos mais. Mas, quem sou eu?

Delicada pergunta, onde a forma motriz da vida é o aceleramento cada vez mais exacerbado. Para onde estamos caminhando? Onde tudo isso irá terminar?

Só há duas alternativas, ou entraremos num colapso total dentro de alguns anos… ou nos iluminaremos de vez.

Nem ou nem outra alternativa são difíceis de serem alcançadas. Mas, ambas exigem de nós algo que muitos esqueceram: comprometimento. Comprometer-se com a vida é uma das formas de participarmos dela ativamente. Não estamos aqui para fazer turismo. Sempre digo essa frase, mas parece que as pessoas estão escutando-a pela primeira vez.

As pessoas não se comprometem com a vida, nem com as pessoas, muito menos com elas mesmas. Nas Fraternidades Espirituais do Egito e Grécia, nos Discipulados Orientais, se o aluno não se compromete integramente com a vida, com o Mestre e com ele mesmo… é expulso automaticamente. E que só volte quando aprender essas lições básicas.

É mais fácil cobrar dos outros, não é? Claro. Mas, quem disse que o para se alcançar a Luz Maior, a Liberdade e o Despertar total será um Caminho fácil? É um caminho leve, mas fácil… não. Porque ele exige que você dê a si mesmo como oferenda ao Deus que habita dentro de Você. Consegue? Essa é a questão. Falta de compromisso.

Passamos vidas e mais vidas para aprender só isso. Porque o Carma nada mais é do que a lição sobre a grande ilusão da vida. Contudo, que deveremos nos comprometer com a Realidade e com nossa Cura integral.

O Sofrimento é uma realidade da vida, assim como as pessoas, as roupas, o carro, o trânsito, e tudo o mais. Mas, você só conseguirá sair do lugar se você se comprometer de verdade com o que está a sua volta e dentro de você. O sofrimento só desaparecerá quando você aceitar que ele faz parte da existência humana e de que o segundo passo será achar uma solução.

A solução para carências, cobranças, injustiças e tudo o mais é nos comprometermos. As vezes esquecemos de que o outro é só uma projeção da minha mente querendo me passar uma lição.

Amar o outro é amar a si mesmo. Respeitar o outro é respeitar a si mesmo. Se comprometer com o outro é se comprometer consigo mesmo. Quantas vezes tentamos isso e desistimos no primeiro obstáculo? Já falei que não é fácil, mas, se você se permitir, será muito leve.

Livremo-nos do medo do outro, do medo de nos perdermos no outro. Em essência, não há porque termos medo porque nosso Ser Espiritual Perfeito é totalmente imortal, inquestionavelmente. Não nos permitamos que a dúvida recaia sobre nós.

Talvez a mente não consiga alcançar essas palavras através do raciocínio, porque aqui está linguagem do coração.

“A vida não espera de nós sacrifícios inatingíveis, ela apenas pede que façamos nossa jornada com alegria no Coração para ser uma benção para todos aqueles que nos rodeiam. Se nós fazemos o mundo melhor com a nossa visita, então cumprimos o nosso trabalho.” (Dr. Edward Bach)


Namastê.

Eu saúdo o Sagrado em Você.

Nelson Matheus Silva.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s