A medicina depara-se com a mudança de paradigma

Da antiga visão enrijecida ao atual paradigma bio-psico-energético-social, a medicina, inevitavelmente, rende-se ao reativismo quântico da modernidade e assume a complementariedade que as “novas/antigas” abordagens propõem. Será o início de uma integridade maior nos serviços de saúde? Será que já podemos falar que o período em que o ser humano é divido em partes aproxima-se da finalização? Independe do que seja, há algo interessante no “ar”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s