Consciência no corpo – Este corpo é meu?

Não percebes a escuridão? Vejo-a sim, mas não me identifico com ela, não a temo. Como posso temer a escuridão se vejo a luz tão claramente? – Sai Baba
.
Ao começarmos nossa Jornada nos Caminhos Espirituais, muitas vezes nos defrontamos com o estigma de expurgar a experiência material no corpo. O próprio hábito de comer carne, para alguns espiritualistas deve ser repudiado, mas ter muito cuidado com esses dogmas.
 
Nós somos um ser holístico, composto por corpos, que são a emanação das diversas vibrações que compõem o nosso Ser. Portanto, porque iremos desvalorizar tanto o nosso invólucro carnal, tão necessário à nossa física?

 
A vida, o maior instrumento de amadurecimento, apóia a quem se apóia, nutre a quem se permite esse processo e enche de prosperidade quem já re-invindicou sua abundância inerente e a vivencia com naturalidade: está conectado. A nossa alma não se transforma nesses processos de crescimento, ela já é perfeita e está, como sempre foi, conectada à Divindade. O que se separou foi nossa consciência.
 
Essa reflexão nos faz pensar a função do corpo de carne que nos vestimos no momento em que o “sopro divino” foi colocado em nossas narinas. Gosto de chamar meu corpo físico de “meu termômetro”, porque é através dele que consigo perceber minha alma e receber mensagens advindas dela.
 
Sim, porque se a alma é conectada à Divindade, nada mais inteligente do que conectar meu corpo carnal aos desígnios da alma.
 
Sentir o corpo é o primeiro passo para esse processo. Entenda que ele não é uma máquina para digerir comidas, muito menos um “saco” para qualquer pancada. Ele é um instrumento da nossa espiritualidade. Ou seja, ter uma vida carnal é espiritual SIM. Portanto, de hoje em diante observe mais o seu corpo, como ele age e reage diante das enfermidades, dos ferimentos, com determinadas comidas e bebidas. Aprenda a conhecê-lo e terá mais equilíbrio na sua vida.
 
A Psicossomática e a Física Quântica já afirmam que nossas células são receptáculos de emoções, revelando que nosso sistema imunológico vai bem se nossos pensamentos e emoções vão bem.
 
Ter um corpo saudável é um privilégio que não é para todos, infelizmente. Cuidar dele e respeitar seus limites é um dever geral. Faça tudo o que seu corpo não quer e veja o resultado. É só esperar. Ter uma vida longa e equilibrada no corpo é sinal de que a pessoa, consciente ou inconsciente aprendeu a escutar os sinais. A comunicação é sutil, algumas vezes, mas ela acontece.
 
Que tal começar agora esse contato? Sente-se, respire profundamente, feche os olhos e pergunte ao seu corpo: “Corpo, você quer algo?” Perceba o que acontece a seguir. Podem surgir alguns desconfortos ou algo do tipo. É o primeiro contato, fique atento, veja que logo desaparecerá.
 
Ficando atento ao sinal. Aprenda a usar essa sua capacidade para conter pensamentos negativos, venham de onde vier, pois os mesmos contém uma densa camada de energia deletéria que pode lhe desequilibrar. Escutar os sinais é saber que eles estão próximos sem necessariamente estarem em você. Então aja. Mude de foco e de energia já.
 
Ao sentir uma energia ruim, nem se preocupe… o seu corpo enviará a mensagem imediatamente, guiando para o que fazer a seguir. Escute esse chamado.
 
Fortalecendo essa ligação com seu corpo, você pouco a pouco perceberá o que é seu e o que não é seu, quais energias são auto-criadas e quais são absorvidas. E para todas elas, sentiu desconforto, aja! Seja firme e mande que as energias intrusas e desequilibradas vão embora.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s